Notícias

Arquivo

Tecnologia

15 de maio de 2018 às 16h00

Principais indicadores de desempenho para e-commerce

Os ventos sopram a favor das lojas virtuais com o crescimento do consumo via internet. Segundo dados da Associação Brasileira de comércio Eletrônico (ABComm), as vendas do setor em 2017 aumentaram 12% relação ao ano anterior, mas com a competividade do mercado ainda é necessário a superação de vários obstáculos.

Para estar preparado contra esses desafios é necessário a definição de indicadores de mensuração dos resultados, mais conhecidos como KPIs (Key Performance Indicator). Essas ferramentas de gestão subsidiam as decisões com mais precisão e quando bem selecionadas e alinhadas aos seus objetivos ajudam a reduzir custos, conhecer o cliente, apontar tendências e redirecionar ações, entre outros benefícios. 

Conheça alguns dos mais importantes:


Taxa de conversão

É o KPI básico de um e-commerce, pois estabelece a relação entre o número de visitantes da loja virtual e o de compras realizadas num determinado período. A partir dele, é possível estabelecer outras métricas para aperfeiçoar a análise e verificar possibilidades de melhoria.


Taxa de abandono do carrinho

Mostra os consumidores que realizaram o cadastro no site, selecionou produtos, encheu o carrinho, mas desistiram da compra na hora de pagar. A métrica é fundamental, levando-se em conta a alta taxa registrada no comércio eletrônico: 69,23% segundo pesquisa da Baymard Institute. É preciso avaliar os motivos, que vão desde a falta de opções de forma de pagamento até o frete alto ou tempo longo de entrega.


Tíquete médio

Mede os gastos do cliente em cada pedido e estabelece uma média. Adotar práticas para aumentar esse indicador eleva o lucro do negócio sem o investimento na aquisição de novos clientes, que tem custo mais alto do que gerar vendas com valores mais altos. Entre essas práticas estão: inteligência em cross-selling (capacidade de sugerir produtos complementares à mercadoria que está sendo pesquisada e concretizar a venda conjunta) e promoções (frete grátis para compras a partir de um determinado valor ou descontos em combos).


CAC (Custo de Aquisição de Clientes)

Esse indicador representa a divisão dos investimentos em marketing e vendas em um período pela quantidade de clientes adquiridos nesse mesmo prazo, podendo ser considerados os investimentos totais ou por canal. Por meio do Google Analytics, é possível ter acesso à origem do tráfego para calcular a estatística por tráfego direto, link patrocinado ou e-mail marketing, por exemplo. Dessa forma, a interpretação desses dados permitirá a otimização da verba e orientará os investimentos para os canais com maior retorno.


Lifetime Value (LTV)

Esse indicador mostra o potencial de gastos do consumidor com a loja a longo prazo. Assim, mesmo que o valor do CAC seja próximo do tíquete médio, a fidelização pode aumentar o retorno pela diluição dos custos de aquisição.


Custo por pedido (CPP)

Para obter o CPP, é preciso dividir o valor de investimento em marketing para atração de novos clientes pela quantidade de pedidos efetivados. Se o resultado for maior que seu tíquete médio, você pode estar tendo prejuízo.

Ao calcular e analisar esses indicadores, você pode corrigir sua rota e obter maiores lucros com sua operação. 


Fonte: Blog do Serasa Experian


 

Revista Negócios

TV NEGÓCIOS

Campus Party Natal 2018