Notícias

FIERN

Indústria

Litoral potiguar ganha com duplicação da Rota Sul

O Rio Grande do Norte pode ganhar um novo corredor turístico. Com 17 km de extensão e um custo avaliado em R$ 55 milhões, a Rota Sul ligará a BR 101 (altura de Parnamirim) às praias de Ponta Negra e do litoral Sul do estado. Uma via secundária com 4 km de extensão fará a ligação entre a Avenida Olavo Montenegro e o bairro de Nova Parnamirim à nova rota sul. Quem chega de ônibus ou de carro pela BR-101, por exemplo, não vão mais precisar entrar em Natal para ir ao litoral sul. Além disso, com o novo acesso sul do Aeroporto Aluízio Alves, a BR 313 (Pium - Parnamirim) também poderá ser uma alternativa aos turistas que se deslocam para as praias. 

O projeto executivo de modernização e duplicação da estrada foi doado, nesta terça-feira (12/12), pelo presidente do Sinduscon-RN, Arnaldo Gaspar Júnior, ao governador Robinson Faria e ao diretor-geral do DER-RN, General Jorge Praxe, durante audiência na Governadoria. O vice-presidente imobiliário Marcus Aguiar e o diretor de comunicação Carlos Luiz, do Sinduscon-RN, e os secretários de estado da Infraestrutura (SIN), Jader Torres, e da Comunicação, Juliska Azevedo, participaram do encontro.

Robinson Faria destacou que a Rota Sul é um importante projeto para a mobilidade urbana da região metropolitana de Natal. “A obra fará parte do anel viário da capital, beneficiando e facilitando o acesso de moradores e turistas que visitam a região”, afirmou. O governador disse que há dois caminhos para viabilizar a obra: um através do Banco Mundial (RN Sustentável) e o outro pelo empréstimo de R$ 700 milhões que o governo está viabilizando junto a Caixa Econômica Federal.
 
O presidente do Sinduscon-RN destacou a importância de entregar o projeto executivo, baseado em planilhas Sipro (preços de insumos e composições de serviços) e Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil), aceitas pelos órgãos de controle, porque se evita aditivos e se ganha tempo. “Já estão descritos no projeto o detalhamento dos valores, planilhas de custos, inclusive de desapropriações. Entregamos pronto para ser licitado”, disse Arnaldo Gaspar Júnior.
 
No ano passado, o Sinduscon-RN entregou o projeto básico ao governador e o diretor do DER sugeriu que fosse feito o projeto executivo. Segundo Arnaldo Gaspar Júnior, o projeto sinaliza uma nova fronteira para o desenvolvimento urbano da Grande Natal, numa área onde se tem grande quantidade de pessoas morando e um igual potencial de crescimento urbanístico.

O diretor do DER afirmou que com o projeto executivo a probalidade de êxito do empreendimento é muito grande porque diminui muito as incertezas. “O projeto executivo é muito bom para quem vai fazer uma licitação, um contrato, porque é uma amostragem do terreno, quanto mais completa for essa amostragem menor é o grau de incerteza”. 
 
Com um moderno conceito de via humanizada, a Rota Sul terá uma ciclovia por toda a sua extensão, duas pistas de mão única iluminadas e com calçadas. Uma via secundária de 4 km fará a ligação entre a avenida Olavo Montenegro e o bairro de Nova Parnamirim à Rota Sul. O projeto executivo (pronto para ser viabilizado) foi desenvolvido pela Proxeng, sob a responsabilidade técnica do engenheiro Fernando César.


*Com a colaboração da Agência de Notícias da FIERN-RN
 

Revista Negócios

TV NEGÓCIOS

Trajetória do chef Jacquin